Simpático filho da puta

Quem não o conhecesse, diria que é um simpático filho da puta. Realmente era.

O rosto limpo, a barba grisalha bem alinhada e ligeiramente por fazer. A tez franzida que deixava entrever um passado tenso e estressante. Realmente fora. O ar altivo, postura levemente curvada, uma certa corcova. Vestia roupas elegantes, todavia ligeiramente poídas, algo gastas e velhas. Não que precisasse vestir-se desta maneira, mas sabia que assim ficaria com ar de pessoa simples que não era. Quem não o conhecesse, diria que era político. Poderia ter sido, mas a simpátia não era o seu forte. Preferia a liberdade de ser cidadão comum, a liberdade de ser esnobe e superior se quisesse. Poderia ter sido, tinha todas as características. Mas não era. Falava alto. Gostava de ser o centro das atenções, gostava que as pessoas ao seu redor notassem a sua presença. Não se sentiria bem se fosse irrelevante. Realmente não era. Contava estórias longas, mas quando alguém retribuia, logo assumia um ar entediado. Rara vez prestava atenção ao que lhe diziam. Achava tudo chato. Quem não o conhecesse, diria que é um egocêntrico. Realmente era.

Anúncios

Reclame aqui :P

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: